Notícia

Reduzir a exposição ao bisfenol A

Reduzir a exposição ao bisfenol A


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Como parte do trabalho de avaliação de risco relacionado ao bisfenol A, a ANSES publicou os primeiros resultados de sua pesquisa sobre o uso e os efeitos à saúde do bisfenol A, suspeito de ser um desregulador endócrino. Um trabalho que destaca efeitos comprovados em animais e suspeitos em humanos, mesmo em baixos níveis de exposição. (Notícias de 29/09/11)

Um primeiro passo na avaliação de risco da ABP

  • O estudo realizado pela ANSES * é extremamente fino e exaustivo.
  • Baseia-se em inúmeros relatórios de especialistas realizados pelas principais autoridades europeias, bem como em um relatório da Inserm **.
  • Seus resultados são um passo em um estudo mais longo dos riscos do bisfenol A.
  • O bisfenol A, ou BPA, é um produto químico, entre outros na composição de materiais em contato com alimentos. Ele é suspeito de ser um desregulador endócrino com conseqüências no sistema reprodutivo, no cérebro e no ecossistema.
  • Os resultados do estudo revelam efeitos comprovados à saúde em animais e suspeitos em humanos.

Proteger as populações mais sensíveis

  • A ANSES já considera possuir evidência científica suficiente.
  • A prevenção da exposição ao bisfenol A nas populações mais sensíveis, como bebês, crianças pequenas, mulheres grávidas ou lactantes, deve ser um objetivo prioritário.
  • Esta prevenção deve passar em particular pela substituição do bisfenol A em materiais em contato com alimentos.
  • Paralelamente, estão sendo realizadas pesquisas para avaliar a segurança e a eficácia dos substitutos do BPA, inclusive em mamadeiras.
  • Os especialistas lembraram que o uso garrafas de vidro eram uma garantia de segurança.

Frédérique Odasso

* ANSES: Agência Nacional de Segurança Sanitária, Alimentação, Trabalho ** Inserm: Instituto Nacional de Saúde e Pesquisa Médica

Nossa seleção de mamadeiras sem BPA.



Comentários:

  1. Daron

    Eu compartilho sua opinião plenamente. Há algo sobre isso, e é uma boa ideia. Eu te ajudo.

  2. Nirr

    Em apenas algumas horas, mergulharemos no ano novo, o que nos trará muita alegria e felicidade =)

  3. Tojarg

    Eu acredito que você está cometendo um erro. Vamos discutir. Mande-me um e-mail para PM, vamos conversar.

  4. Gervaso

    Um amigo deu um link, muitas vezes não leio algo assim, mas não me arrependi aqui!

  5. Taurg

    Esta mensagem de valor



Escreve uma mensagem